sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Sobre preconceitos

video

Além de um olhar sobre os esteriótipos que é visto aqui neste video, vamos refletir sobre os preconceitos. Este um tema de profundas reflexões. O que é preconceito? Somos preconceituosos, ou simplesmente acreditamos que já não temos preconceitos?

Ter um bom nível ético é quando um individuo já pensa por si em termos gerais e críticos. Tem independência interior. Quando é autônomo para definir o bem e o mal, sem seguir fórmulas sociais e por fim quando não escravo das suas crenças inconscientes, porque pratica e faz contato permanente com o seu mundo interior, se exercita na prática do autoconhecimento.

Possuimos valores e crenças adquiridas de forma não vivencial , gerando para o nosso mundo interior os preconceitos e que nos torna muito distantes da realidade.

Assimilamos as coisas com julgamentos preestabelecidos, fundamentações vindas de opiniões de terceiros. Portanto temos uma visão distorcida. Cabe aqui sempre refletimos sobre o que realmente acreditamos. Será que acreditamos por que vivenciamos ou porque nos disseram que era o melhor . Isso se dá em nossa criação, nossos pais bem intencionados nos "ensinam" o mundo segundo a visão deles , segundo o que aprenderam dos pais deles e assim por diante. Adotamos as suas "verdades" e não aprendemos a questionar nada. Uma educação mais interessante é aquela que estimula o ato de pensar, o ato de duvidar e indagar. Lembrando o grande mestre da Grécia antiga, Sócrates, quando se utilizava da Maiêutica, ou parto das idéias, fazia surgir mais e mais idéias, fazendo o sujeito não ficar num único e inflexível pensamento.

Aceitamos os valores daqueles que convivemos, é muito sutil, não percebemos. As crianças são como pequenas esponjas, são curiosas, observadoras e absorvem tudo em torno do seu ambiente.

Qual seria sua visão sobre sexo, religião, politica, raça, infância, velhice e etc. ?

Será que a nossa forma de ver não estaria repleta de influênias alheias, repletas de conceitos previamente estabelecidos?!

Seremos incapazes de avaliar corretamente se esta avaliação não passar por nosso autojulgamento, saberemos discernir por nós mesmos?!

Uma regrinha interessante: Que tal aprendermos a nos conectar com nossas almas e não criarmos regras rígidas. Aprender a avaliar com nosso senso interior. Cada situação, cada pessoa é um mundo à parte. Renovação de nossas crenças, valores. Repensar os nossos conceitos, avaliar sempre de acordo com nosso senso adquirido através de nossas experiências.

O preconceito é um grande desafio para a humanidade e é um obstáculo ao nosso desenvolvimento humano, uma barreira que separa todos.

Para o entendimento metafísico ou espiritual é um grande entrave para uma humanidade mais ética e pacífica.

Como está o seu nivel de preconceitos, já pensou nisso hoje?


Rosa Barros

Um comentário:

  1. BELISSÍMO TEXTO RO!! AMEI...PARABÉNS, CONTINUE SEMPRE ASSIM...SENDO UMA OBSERVADORA DA ALMA HUMANA,COM TANTOS CAMINHOS A TRILHAR, NESSA ETERNA BUSCA DO MELHOR...
    BEIJOSS

    ResponderExcluir